Frete grátis nos produtos marcados

Desconto adicional de 2% em compras em quantidade

Entregamos em todo o Brasil

receba nossas ofertas

ALENIA 12/400MCG COM 60 CAPSULAS REFIL
Preço, Indicação, Para que Serve e Composição

ver produtos semelhantes a Alenia 12/400mcg Com 60 Capsulas Refil

ALENIA 12/400MCG COM 60 CAPSULAS REFIL

compartilhe

Saiba pra que serve o produto Alenia 12/400mcg com 60 capsulas refil da Ache e todas as suas principais indicações. Leia a bula completa e saiba pra que serve este e como ele funciona nos casos de

indicado no tratamento regular da asma nos casos em que o uso de uma associação (corticosteroide inalatório com um agonista beta de ação prolongada) é apropriado. dpoc alenia (fumarato de formoterol budesonida) está indicado no tratamento regular de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (dpoc), moderada à grave, com sintomas frequentes e história de exacerbação.



este item pertence ao programa de fidelização "cuidados pela vida". comprando em nossa loja o usuário autoriza o cadastramento do mesmo, caso não esteja cadastrado.


Alenia 12/400mcg com 60 capsulas refil  -  Ache

de R$ 90,57

por R$ 47,10

em 6x R$ 7,85 no cartão de crédito**

  • 1x R$ 47,10
  • 4x** Consulte
  • 2x R$ 23,55
  • 5x** Consulte
  • 3x R$ 15,70
  • 6x** Consulte

**Juros da Administradora. Consulte a mesma para saber a taxa de juros aplicada.

simule os fretes disponíveis para sua região

Alenia 12/400mcg com 60 capsulas refil  -  Ache
entregamos em todo Brasil
"AO PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO."
  • bula

ALENIA®

fumarato de formoterol diidratado + budesonida

6/100 mcg e 6/200 mcg

Cápsulas para inalação

USO INALATÓRIO ORAL

USO ADULTO E PEDIÁTRICO

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES

Embalagem contendo 60 cápsulas de ALENIA (fumarato de formoterol diidratado + budesonida) 6/100 mcg

com inalador.

Embalagem contendo 60 cápsulas de ALENIA (fumarato de formoterol diidratado + budesonida) 6/200 mcg

com inalador.

Embalagem refil contendo 60 cápsulas de ALENIA (fumarato de formoterol diidratado + budesonida) 6/200

mcg

COMPOSIÇÃO

Cada cápsula de ALENIA® (fumarato de formoterol diidratado + budesonida) 6/100 mcg contém:

fumarato de formoterol diidratado ............................................................................................... 6 mcg

budesonida .............................................................................................................................. 100 mcg

Excipiente: lactose monoidratada

Cada cápsula de ALENIA® (fumarato de formoterol diidratado + budesonida) 6/200 mcg contém:

fumarato de formoterol diidratado ............................................................................................... 6 mcg

budesonida .............................................................................................................................. 200 mcg

Excipiente: lactose monoidratada

Atenção:

- Em cada inalação de ALENIA® (fumarato de formoterol diidratado + budesonida) 6/100 mcg a dose

medida de 6 mcg de fumarato de formoterol diidratado equivale à dose liberada de 4,5 mcg e a dose medida

de 100 mcg de budesonida equivale a dose liberada de 80 mcg.

- Em cada inalação de ALENIA® (fumarato de formoterol diidratado + budesonida) 6/200 mcg a dose

medida de 6 mcg de fumarato de formoterol diidratado equivale à dose liberada de 4,5 mcg e a dose medida

de 200 mcg de budesonida equivale a dose liberada de 160 mcg.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

Ação esperada do medicamento: ALENIA® (fumarato de formoterol diidratado + budesonida) está

indicado para a melhora e controle da falta de ar em pacientes asmáticos com sintomas persistentes.

Cuidados de armazenamento: ALENIA® (fumarato de formoterol diidratado + budesonida) deve ser

armazenado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C) e protegido da luz e da umidade.

Prazo de validade: desde que sejam observados os cuidados de armazenamento, o medicamento

apresenta prazo de validade de 18 meses. Não utilize o medicamento após o vencimento do prazo de

validade.

Gravidez e lactação: informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o

seu término. Informar ao médico se está amamentando.

Cuidados de administração: siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e

a duração do tratamento. Manipule as cápsulas somente no momento da aplicação. Leia as instruções

contidas na bula para o manuseio do inalador e aplicação do medicamento.

Modo de usar:

1. Retire a tampa do inalador.

2. Segure a base do inalador e, para abri-lo, levante o bocal na direção indicada pela seta existente na

lateral do bocal.

3. Remova a cápsula do frasco e coloque-a no compartimento interno, na base do inalador. É importante

que a cápsula somente seja retirada do frasco imediatamente antes do uso do inalador.

4. Feche o inalador.

5. Pressione completamente o botão frontal do inalador para a perfuração da cápsula. Solte o botão.

6. Solte o ar dos pulmões o máximo possível.

7. Coloque o bocal do inalador na boca e feche os lábios ao redor dele. Incline levemente a cabeça para

baixo (aproximadamente 45°). Inspire de maneira rápida e o mais profundamente possível. Você deverá

ouvir um som de vibração, pois a cápsula gira no compartimento interno dispersando o medicamento.

Obs : Se não ouvir o ruído da cápsula girando, essa pode estar grudada; então, abra novamente o

compartimento interno, desprenda a cápsula e repita o procedimento.

8. Segure a respiração contando mentalmente até 10 (aproximadamente 10 segundos); enquanto isso retire

o inalador da boca. Em seguida respire normalmente. Abra o inalador e verifique se ainda há resíduo de pó

na cápsula. Caso ainda reste pó, repita os procedimentos de 4 a 8.

9. Após o uso, abra o inalador, remova e descarte a cápsula vazia. Feche o bocal e recoloque a tampa.

Importante : Lave a boca com água e/ou escove os dentes imediatamente após o uso do medicamento.

Obs.: A cápsula é feita de gelatina e pode se partir em pequenos fragmentos que poderão atingir a boca e a

garganta. A gelatina é comestível e, portanto, não é prejudicial. Da mesma forma, fragmentos da cápsula

podem permanecer no fundo do compartimento interno e estes resíduos deverão ser removidos com auxílio

de uma escovinha ou pincel macio.

Conservação e Limpeza do inalador: para melhor conservação de seu inalador, faça uso de escova ou

pincel macio, removendo resíduos após cada uso. Após o último uso do dia, limpe o bocal e o

compartimento da cápsula com uma haste flexível de algodão, podendo ocasionalmente umedecê-la em

solução anti-séptica (como, por exemplo, água oxigenada 10 volumes). Não utilize álcool, pois poderá

danificar a superfície plástica. Seguindo estes cuidados de conservação, a vida útil estimada de seu

inalador é de 3 meses.

Figura 1 Figura 2 Figura 3

Figura 4 Figura 5 Figura 6

Figura 7 Figura 8 Figura 9

Interrupção do tratamento: Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

REAÇÕES ADVERSAS: INFORME SEU MÉDICO O APARECIMENTO DE REAÇÕES DESAGRADÁVEIS,

COMO: LEVE IRRITAÇÃO DE GARGANTA, TOSSE, ROUQUIDÃO, INFECÇÕES FÚNGICAS NA BOCA E

GARGANTA, INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS, INSÔNIA, BOCA SECA, DOR ABDOMINAL, DOR DE

CABEÇA, TAQUICARDIA, TREMORES, QUEDA DO POTÁSSIO SANGUÍNEO, AGITAÇÃO E NÁUSEA.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Ingestão concomitante com outras substâncias: avise seu médico caso faça uso de qualquer

medicamento como os inibidores da monoaminoxidase (MAO).

CONTRA-INDICAÇÕES E PRECAUÇÕES: NÃO DEVE SER USADO POR PESSOAS ALÉRGICAS À

BUDESONIDA, AO FUMARATO DE FORMOTEROL DIIDRATADO OU À LACTOSE. INFORME SEU

MÉDICO SOBRE QUALQUER MEDICAMENTO QUE ESTEJA USANDO, ANTES DO INÍCIO, OU

DURANTE O TRATAMENTO. DEVE-SE TER CAUTELA EM PACIENTES COM HISTÓRIA DE ALERGIA A

OUTROS BETA-BLOQUEADORES OU CORTICÓIDES, MULHERES MENOPAUSADAS SEM TERAPIA

HORMONAL, TUBERCULOSE PULMONAR ATIVA OU RECENTE, ARRITMIAS CARDÍACAS, DOENÇAS

CORONÁRIAS, POTÁSSIO SANGUÍNEO BAIXO, DIABETES, INFECÇÕES EM GERAL,

FEOCROMOCITOMA E DOENÇAS DA TIREÓIDE.

NÃO TOME MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PREJUDICIAL A

SUA SAÚDE.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS

Características

formoterol diidratado: é um potente agonista seletivo beta2-adrenérgico de longa duração, exercendo

efeito broncodilatador de início rápido. Difere estruturalmente da terbutalina e do albuterol através de uma

cadeia lateral maior.

budesonida: é um glicocorticóide não-halogenado, possui atividade antiinflamatória, antiproliferativa e

imunossupressora. Possui a capacidade de suprimir a inflamação e a hiper-responsividade brônquica em

asmáticos. Apresenta uma alta potência antiinflamatória local e baixa atividade sistêmica.

Têm sido observados com a associação destes fármacos efeitos benéficos adicionais em asmáticos, como

melhora da função pulmonar e redução da taxa de exacerbações agudas.

Mecanismo de ação

O formoterol diidratado possui mecanismo broncodilatador de ação similar aos outros beta2-agonistas e

está relacionado à estimulação da produção de AMPc pela ativação da adenil ciclase. No entanto, o

mecanismo que prolonga a sua duração de ação permanece desconhecido.

O formoterol diidratado inibe a liberação de histamina e dos leucotrienos do pulmão humano sensibilizado

passivamente. Algumas propriedades antiinflamatórias, tais como inibição de edema e do acúmulo de

células inflamatórias, têm sido observadas em experimentos com animais.

A budesonida possui vários mecanismos que bloqueiam a atividade inflamatória, como: a) inibição da

formação de anticorpos específicos; b) prevenção da formação, armazenamento, liberação e ativação de

mediadores químicos da inflamação como cininas, histaminas, prostaglandinas, enzimas lipossomais e

leucotrienos; c) interferência no broncospasmo, no edema inflamatório e também na secreção glandular; d)

inibição da marginação e migração celular, além de reverter a dilatação e diminuir a permeabilidade

vascular no sítio inflamatório e outros mecanismos ainda não especificados.

Foi demonstrado em ensaios clínicos que a adição de formoterol diidratado à budesonida melhorou os

sintomas asmáticos e a função pulmonar e reduziu as exacerbações.

Farmacocinética

Não foram observados quaisquer sinais de interações farmacocinéticas entre a budesonida e o formoterol

diidratado. Verificou-se que os parâmetros farmacocinéticos das respectivas substâncias eram comparáveis

após a administração de budesonida e formoterol diidratado sob a forma de monoprodutos ou como

associação.

A budesonida inalatória é rapidamente absorvida e a concentração plasmática máxima é atingida no período

de 30 minutos após a inalação.

O formoterol diidratado inalatório é rapidamente absorvido e a concentração plasmática máxima é atingida

10 minutos após a inalação.

Tem sido observada uma biodisponibilidade de cerca de 49% para a budesonida inalatória em pó seco e de

61% para o formoterol diidratado.

A budesonida sofre uma ampla biotransformação (aproximadamente 90%) na primeira passagem pelo

fígado, originando metabólitos com uma reduzida atividade glicocorticosteróide. A atividade

glicocorticosteróide dos principais metabólitos, 6-beta-hidroxi-budesonida e 16-alfa-hidroxi-prednisolona, é

inferior a 1% daquela da budesonida.

A budesonida é metabolizada principalmente pela enzima CYP3A4. Os metabólitos da budesonida são

excretados na urina inalterados ou sob a forma conjugada. Apenas pequenas quantidades de budesonida

inalterada foram detectadas na urina. A budesonida possui uma elevada depuração sistêmica (cerca de 1,2

L/min) e a sua meia-vida de eliminação plasmática é, em média, de 2 a 3 horas.

Após a inalação, 25% da dose liberada de formoterol diidratado é excretada não metabolizada através da

urina. O formoterol diidratado possui uma elevada depuração sistêmica (cerca de 1,4 L/min) e a sua meiavida

de eliminação terminal é, em média, de 17 horas.

INDICAÇÕES

ALENIA® (fumarato de formoterol diidratado + budesonida) está indicado no tratamento regular da asma

nos casos em que o uso de uma associação (corticosteróide inalatório com um agonista beta2 de ação

prolongada) é apropriada.

CONTRA-INDICAÇÕES

ALENIA® (FUMARATO DE FORMOTEROL DIIDRATADO + BUDESONIDA) NÃO DEVE SER USADO POR

PESSOAS ALÉRGICAS À BUDESONIDA, AO FUMARATO DE FORMOTEROL DIIDRATADO OU À

LACTOSE. DEVE-SE TER CAUTELA EM PACIENTES COM HISTÓRIA DE ALERGIA A OUTROS BETABLOQUEADORES

OU CORTICÓIDES, MULHERES MENOPAUSADAS SEM TERAPIA HORMONAL,

TUBERCULOSE PULMONAR ATIVA OU RECENTE, ARRITMIAS CARDÍACAS, DOENÇAS CORONÁRIAS,

POTÁSSIO SANGUÍNEO BAIXO, DIABETES, INFECÇÕES EM GERAL E DOENÇAS DA TIREÓIDE.

PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS

DEVE-SE TER CAUTELA DURANTE O MANUSEIO EM PACIENTES COM: HISTÓRIA DE

HIPERSENSIBILIDADE OU DE EFEITOS INDESEJADOS COM O USO DE BETA-BLOQUEADORES OU

OUTROS CORTICÓIDES. MULHERES PÓS-MENOPAUSADAS NÃO RECEBENDO ESTRÓGENO,

TUBERCULOSE PULMONAR AGUDA OU RECENTE, ARRITMIAS, CORONARIOPATIAS E

HIPERTENSÃO, DIABETES, HERPES SIMPLES OCULAR OU OUTRA INFECÇÃO LOCAL/SISTÊMICA

(BACTERIANA, VIRAL OU FÚNGICA), HIPERTIREOIDISMO E SUSPEITA OU CONFIRMAÇÃO DE

FEOCROMOCITOMA.

GRAVIDEZ E LACTAÇÃO

Corticóides/beta2-agonistas inalatórios são geralmente continuados em gestantes bem controladas. A

budesonida é classificada como categoria de risco “B” e o formoterol diidratado como categoria de risco “C”

na gestação, pelo FDA. No entanto, evita-se o uso da combinação formoterol diidratado/budesonida durante

a gestação, preferindo-se a beclometasona nesse período.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

Formoterol diidratado:

Outros agonistas adrenérgicos: excesso da estimulação adrenérgica.

Antidepressivos tricíclicos, inibidores da MAO: pode resultar em aumento dos efeitos cardiovasculares.

Budesonida:

O metabolismo da budesonida é mediado principalmente pela CYP3A4, uma subfamília do citocromo P450.

Portanto, inibidores desta enzima, como o cetoconazol, podem aumentar a exposição sistêmica a

budesonida. Esta possibilidade tem importância clínica limitada para o tratamento a curto prazo (1-2

semanas) com cetoconazol, mas deve ser levada em consideração durante tratamento a longo prazo.

REAÇÕES ADVERSAS

DADO QUE ALENIA® (FUMARATO DE FORMOTEROL DIIDRATADO + BUDESONIDA) CONTÉM

BUDESONIDA E FORMOTEROL DIIDRATADO, DEVE OCORRER O MESMO PADRÃO DE EFEITOS NÃO

DESEJÁVEIS OBSERVADOS COM ESTES FÁRMACOS, QUANDO ADMINISTRADOS ISOLADAMENTE.

NÃO SE OBSERVOU QUALQUER AUMENTO DA INCIDÊNCIA DE REAÇÕES ADVERSAS APÓS A

ADMINISTRAÇÃO CONCOMITANTE DOS DOIS FÁRMACOS. AS REAÇÕES ADVERSAS MAIS

FREQÜENTES RELACIONADAS COM O FÁRMACO CONSISTEM EM EFEITOS SECUNDÁRIOS,

FARMACOLOGICAMENTE PREVISÍVEIS, DA TERAPÊUTICA AGONISTA-BETA2. ESTES TENDEM A

SEREM LEVES E A DESAPARECEREM APÓS ALGUNS DIAS DE TRATAMENTO.

FORMOTEROL DIIDRATADO: EM DOSES TERAPÊUTICAS E USADO ISOLADAMENTE FOI

OBSERVADO AUMENTO MÍNIMO DA FREQÜÊNCIA CARDÍACA, TREMOR, VERTIGENS, AGITAÇÃO,

CEFALÉIA, HIPOCALEMIA (DOSE-DEPENDENTE), AUMENTO DA GLICEMIA, NÁUSEAS E BOCA SECA,

QUANDO DA UTILIZAÇÃO ISOLADA E EM DOSES TERAPÊUTICAS DE FORMOTEROL DIIDRATADO.

Budesonida: seu uso isolado pode ser associado à cefaléia, insônia, dispepsia, boca seca, dor abdominal,

vômitos, candidíase oral, infecção respiratória, sinusite, faringite, alterações da voz. Raramente podem

ocorrer: supressão da função hipotalâmica-pituitária-adrenal, reação de hipersensibilidade, incluindo

urticária, angioedema, rash cutâneo e broncoespasmo imediato em pacientes hipersensíveis, que deverá

ser tratada administrando-se um beta2-adrenérgico de curta duração por inalação.

POSOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO

A dose de ALENIA® (fumarato de formoterol diidratado + budesonida) deve ser individualizada conforme a

gravidade da doença.

Quando for obtido o controle da asma, a dose deve ser ajustada para a menor dose que permita manter um

controle eficaz dos sintomas.

- ALENIA® (fumarato de formoterol diidratado + budesonida ) 6/100mcg

Adultos e adolescentes (a partir de 12 anos de idade): inalar de 1 cápsula totalizando 6 mcg de

formoterol e 100 mcg de budesonida, a 2 cápsulas, totalizando 12 mcg de formoterol e 200 mcg de

budesonida, duas vezes ao dia , com dose diária máxima de manutenção de 4 cápsulas inaladas totalizando

24 mcg de formoterol e 400mcg de budesonida. Durante uma piora da asma, a dose, em adultos, pode ser

temporariamente aumentada para um máximo de 4 cápsulas inaladas duas vezes ao dia, totalizando 48

mcg de formoterol e 800 mcg de budesonida

Crianças (a partir de 5 anos de idade): inalar de 1 cápsula totalizando 6 mcg de formoterol e 100 mcg de

budesonida, uma vez ao dia, a 1 cápsula, duas vezes ao dia, totalizando 12 mcg de formoterol e 200 mcg

de budesonida, com dose máxima de manutenção diária de 4 cápsulas, totalizando 24 mcg de formoterol e

400 mcg de budesonida.

- ALENIA® (fumarato de formoterol diidratado+ budesonida) 6/200mcg

Adultos e adolescentes (a partir de 12 anos de idade): inalar de 1 cápsula totalizando 6 mcg de

formoterol e 200 mcg de budesonida, a 2 cápsulas totalizando 12 mcg de formoterol e 400 mcg de

budesonida, duas vezes ao dia, com dose diária máxima de manutenção de 4 cápsulas inaladas totalizando

24 mcg de formoterol e 800mcg de budesonida. Durante uma piora da asma, a dose, em adultos, pode ser

temporariamente aumentada para um máximo de 4 cápsulas inaladas duas vezes ao dia, totalizando 48

mcg de formoterol e 1600 mcg de budesonida

Crianças (a partir de 5 anos de idade): inalar de 1 cápsula totalizando 6 mcg de formoterol e 200 mcg de

budesonida uma vez ao dia a 1 cápsula, duas vezes ao dia, totalizando 12 mcg de formoterol e 400 mcg de

budesonida, com dose máxima de manutenção diária de 4 cápsulas, totalizando 24 mcg de formoterol e 800

mcg de budesonida.

Os pacientes devem ser instruídos a usar o medicamento mesmo quando estiverem assintomáticos, para

obter o benefício máximo da terapia.

Não é necessário efetuar qualquer ajuste da dose em pacientes idosos.

Não existem dados disponíveis sobre o uso de ALENIA® (fumarato de formoterol diidratado + budesonida)

em pacientes com insuficiência hepática ou renal. Uma vez que a budesonida e o formoterol diidratado são

essencialmente eliminados por metabolismo hepático, é previsível que se verifique um aumento da

exposição em pacientes com cirrose hepática grave.

SUPERDOSE

A superdosagem do formoterol diidratado provavelmente conduzirá aos efeitos típicos da estimulação

excessiva beta-adrenérgica, a saber: náusea, vômitos, cefaléia, tremores, insônia, palpitação, taquicardia,

angina pectoris, hipertensão ou hipotensão, arritmia ventricular, acidose metabólica, hipocalemia e

hiperglicemia.

São indicadas a suspensão da medicação, tratamentos sintomático e de suporte. É recomendada

monitorização cardíaca. Os casos graves devem ser hospitalizados.

Deve ser avaliado o uso de beta-bloqueador cardiosseletivo com extrema cautela, já que o uso desta

medicação pode provocar broncoespasmo.

Não é esperada que uma superdose aguda de budesonida, mesmo em doses excessivas, constitua um

problema clínico. Quando utilizada cronicamente em doses excessivas, podem ocorrer efeitos similares aos

dos glicocorticosteróides sistêmicos.

USO EM IDOSOS

Não há dados que justifiquem o ajuste da dose ou uma atenção especial para essa população.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

MS - 1.1213.0399

Farmacêutico Responsável: Alberto Jorge Garcia Guimarães - CRF-SP nº 12.449

No do lote, data de fabricação e validade: vide cartucho.

BIOSINTÉTICA FARMACÊUTICA LTDA.

Av. das Nações Unidas, 22.428

São Paulo – SP

CNPJ 53.162.095/0001-06

Indústria Brasileira