Frete grátis nos produtos marcados

Desconto adicional de 2% em compras em quantidade

Entregamos em todo o Brasil

receba nossas ofertas

AMOXICILINA 500MG COM 15 CAPSULAS
Preço, Indicação, Para que Serve e Composição

ver produtos semelhantes a Amoxicilina 500mg Com 15 Capsulas

AMOXICILINA 500MG COM 15 CAPSULAS

compartilhe

Saiba pra que serve o produto Amoxicilina 500mg com 15 capsulas da Medley e todas as suas principais indicações. Leia a bula completa e saiba pra que serve este e como ele funciona nos casos de amigdalite; gonorréia; infecções da pele; infecções na boca; infecções respiratórias; infecção urinária; otite; sinusite; candidíase; gastrite; úlcera.

Amoxicilina 500mg com 15 capsulas  -  Medley

de R$ 22,89

por R$ 9,16

em 6x R$ 1,53 no cartão de crédito**

Venda Restrita

Por determinação da Anvisa este medicamento não pode ser comercializado pela internet. Para maiores informações entre em contato com nosso televendas: 11 3978-4007

  • 1x R$ 9,16
  • 4x** Consulte
  • 2x R$ 4,58
  • 5x** Consulte
  • 3x R$ 3,05
  • 6x** Consulte

**Juros da Administradora. Consulte a mesma para saber a taxa de juros aplicada.

simule os fretes disponíveis para sua região

Amoxicilina 500mg com 15 capsulas  -  Medley
entregamos em todo Brasil
Medicamento Genérico
"AO PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO."
  • bula

AMOXICILINA

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES: - AMOXICILINA

Cápsulas 500 mg: embalagens com 15, 21, 30, 150 ou 210 unidades.

USO ADULTO

COMPOSIÇÃO: - AMOXICILINA

Cada cápsula gelatinosa dura de AMOXICILINA 500 mg contém:
Amoxicilina (na forma triidratada compactada) 500 mg
Excipientes q.s.p. 1 cápsula
(celulose microcristalina, croscarmelose sódica, dióxido de silício coloidal, estearato de magnésio, laurilsulfato de sódio)


INFORMAÇÕES AO PACIENTE: - AMOXICILINA
Ação esperada do medicamento: AMOXICILINA é um antibiótico usado no tratamento de infecções não complicadas.
Cuidados de armazenamento: Conservar o produto em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC), ao abrigo da umidade.
Prazo de validade: Não utilize o medicamento se o prazo de validade estiver vencido, o que pode ser verificado na embalagem externa do produto.
Gravidez1 e lactação2: Informe seu médico a ocorrência de gravidez1 durante o tratamento ou após o seu término e se estiver amamentando.Caso ocorra gravidez1 durante ou logo após o tratamento com AMOXICILINA, suspenda a medicação e comunique imediatamente ao seu médico.
Cuidados de administração: Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Siga à risca o número de dias determinado pelo seu médico, mesmo que para isso seja necessário adquirir mais de uma embalagem do produto. Esta precaução irá prevenir uma reinfecção ou uma recaída.
Interrupção do tratamento: Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico, mesmo que você (ou a criança) esteja sentindo- se melhor após os primeiros dias de tratamento.
Reações adversas: Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como: dor gástrica, náusea3, vômito4, diarréia5 e flatulência.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Ingestão com outras substâncias: A alimentação não interfere com a ação de AMOXICILINA, podendo a mesma ser ingerida juntamente com alimentos.
Contra- indicações e Precauções: O uso de AMOXICILINA é contra-indicado a pacientes com história de reações alérgicas e hipersensibilidade às penicilinas.
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.
Este produto foi prescrito somente para você. Portanto, nunca ofereça um medicamento para outra pessoa, pois pode não ser o mais adequado para ela, mesmo que os sintomas6 sejam parecidos com os seus.
NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE
SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS - AMOXICILINA

Características: - AMOXICILINA
O produto contém como princípio ativo a AMOXICILINA, quimicamente a D- (-)-alfa-amino p. hidroxibenzil penicilina, uma penicilina semi-sintética de amplo espectro de ação, derivada do núcleo básico da penicilina, o ácido 6-amino-penicilânico. Seu nível máximo ocorre uma hora após a administração oral, tem baixa ligação protéica e pode ser administrado com as refeições, por ser estável em presença do ácido clorídrico do suco gástrico.
A AMOXICILINA é bem absorvida tanto pela via entérica como pela parenteral.
A meia- vida da AMOXICILINA após a administração do produto é de 1,3 horas.
A AMOXICILINA não tem ligações proteicas em grande número, aproximadamente 20%. Espalha- se rapidamente nos tecidos e fluidos do corpo, com exceção do cérebro e seus fluidos.
A AMOXICILINA é um antibiótico semi- sintético com um largo espectro de atividade bactericida contra muitos microorganismos Gram-positivos e Gram-negativos. A AMOXICILINA é, todavia, suscetível à degradação por beta-lactamases, e portanto, o espectro de atividade não inclui organismos que produzem estas enzimas.
A AMOXICILINA é bactericida para uma larga faixa de bactérias, incluindo: Streptococcus, espécies de Staphylococcus não produtoras de beta- lactamase, Pneumococcus, Enterococcus, Listeria, Corynebacteria, Clostridia, Bacillus anthracis, Erysipelothrix, Rhusiopathial e bactérias Gram-negativas, como Meningococcus, Gonococcus, Bordetella pertussis, Haemophilus influenzae e parainfluenzae, Escherichia coli, Proteus mirabilis, Salmonella e Shigellae.


INDICAÇÕES: - AMOXICILINA

O produto é indicado no tratamento das infecções causadas por germes sensíveis à ação da AMOXICILINA.


CONTRA-INDICAÇÕES: - AMOXICILINA
AMOXICILINA é contra- indicada a pacientes com história de reações alérgicas e hipersensibilidade às penicilinas, nos casos de infecções por Staphylococcus penicilino-resistentes e nas produzidas por bacilo piociânico, ricketsias e vírus7.


PRECAUÇÕES - AMOXICILINA

O uso de AMOXICILINA durante a gravidez1 pode ser considerado apropriado quando o benefício potencial se sobrepõe ao risco potencial associado ao tratamento.
Rashes eritematosos (morbiliformes) têm sido associados a febre8 glandular em pacientes recebendo AMOXICILINA.
Embora a AMOXICILINA possa ser administrada durante a lactação2, a ampicilina, da mesma forma que outros antibióticos desta classe, é excretada pelo leite materno; portanto, deve- se ter cuidado quando a AMOXICILINA é administrada a mulheres que estão amamentando, pois pode provocar no lactente9 diarréia5, candidíase10 e rash11 cutâneo.
Reações de hipersensibilidade (anafilactóides) sérias e ocasionalmente fatais têm sido relatadas em pacientes recebendo tratamento com derivados penicilânicos. Estas reações requerem tratamento de emergência com epinefrina. Oxigênio, esteróides intravenosos e assistência respiratória, inclusive intubação, podem ser administrados, conforme a indicação.
A ocorrência de diarréia5 pode interferir com a absorção de outros medicamentos e, desta forma, reduzir sua eficácia.
Embora a anafilaxia12 seja mais freqüente após o tratamento parenteral, pode também ocorrer em pacientes recebendo tratamento oral. Estas reações são mais passíveis de ocorrerem em indivíduos com história de hipersensibilidade à penicilina e/ou reações de hipersensibilidade a múltiplos alérgenos. Têm sido relatados casos de pacientes com história de hipersensibilidade à penicilina e que tiveram graves reações quando tratados com cefalosporinas.
Antes de iniciar um tratamento com um derivado penicilânico, deve ser realizada uma criteriosa e minuciosa pesquisa do passado alérgico do paciente quanto a reações às penicilinas, cefalosporinas ou a outros alérgenos. Caso ocorra uma reação alérgica13, AMOXICILINA deve ser imediatamente descontinuada e terapêutica adequada deve ser instituída.
Da mesma forma que com outras drogas potentes, o acompanhamento das funções renal14, hepática e hematopoiética deve ser feito durante a terapia prolongada.
A posologia deve ser ajustada em pacientes com insuficiência renal15.
Um grande número de pacientes com mononucleose16 que recebem ampicilina desenvolve rash11 cutâneo. Assim, os antibióticos desta classe não devem ser administrados a pacientes com mononucleose16.
A possibilidade de superinfecções17 por fungos ou bactérias deve ser considerada durante o tratamento. Se a superinfecção18 ocorrer, usualmente envolvendo Enterobacter, Pseudomonas ou Candida, a droga deve ser descontinuada e/ou a terapia apropriada instituída.


INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: - AMOXICILINA

A probenecida inibe a excreção renal14 da AMOXICILINA. O seu uso concomitante com AMOXICILINA pode resultar em um aumento do nível da amoxicilina no sangue19; portanto, não é recomendado.A AMOXICILINA não deve ser administrada junto com antibacterianos bacteriostáticos (tetraciclinas, eritromicina, sulfonamidas, cloranfenicol), já que pode ocorrer um efeito antagônico.
A administração concomitante de alopurinol durante o tratamento com AMOXICILINA pode aumentar a probabilidade de ocorrência de reações alérgicas da pele.
A absorção da digoxina, quando usada concomitantemente, pode ser aumentada durante o tratamento com AMOXICILINA.
Da mesma forma que outros antibióticos de amplo espectro, AMOXICILINA pode reduzir a eficácia dos contraceptivos orais. As pacientes devem ser avisadas quanto a este fato.


REAÇÕES ADVERSAS - AMOXICILINA

Como ocorre com outras drogas da mesma classe, espera- se que as reações desagradáveis estejam essencialmente limitadas a fenômenos de hipersensibilidade. Elas são mais prováveis de ocorrer em indivíduos que já tenham demonstrado hipersensibilidade às penicilinas e naqueles que tenham histórico de alergia20, asma21, febre do feno22 ou urticária23. As seguintes reações adversas foram associadas ao uso de penicilinas:
Gastrointestinais: náusea3, vômito4 e diarréia5, candidíase10 intestinal e colite24 associada ao antibiótico (incluindo colite24 pseudomembranosa e colite24 hemorrágica) têm sido raramente relatadas.
Reações de hipersensibilidade: rash11 eritematoso e urticária23, que podem ser controlados com anti- histamínicos e, se necessário, corticosteróides sistêmicos. Raramente reações cutâneas como eritema multiforme25 e síndrome de Stevens-Johnson26, necrólise epidérmica tóxica27 e dermatite28 exfoliativa e bolhosa têm sido relatadas. Sempre que tais reações ocorreram, a AMOXICILINA deve ser descontinuada.
De maneira semelhante a outros antibióticos, reações alérgicas graves incluindo edema angioneurótico29, anafilaxia12, doença do soro30 e vasculite31 de hipersensibilidade têm sido relatadas raramente. Nefrite32 intersticial pode ocorrer raramente.
Hepáticas: um aumento moderado do SGOT foi relatado, mas a significância deste achado é desconhecida.
Como ocorre com outros antibióticos beta- lactâmicos, hepatite33 e icterícia34 colestática têm sido relatadas raramente.
Hematológicas: da mesma forma que com outros beta- lactâmicos, leucopenia35 reversível (incluindo neutropenia36 grave ou agranulocitose37), trombocitopenia38 reversível e anemia hemolítica39 têm sido raramente relatados. Prolongamento do tempo de sangramento e do tempo de protrombina também têm sido relatados raramente.
Sistema Nervoso40 Central: hiperatividade reversível, agitação, ansiedade, insônia, confusão mental, mudanças no comportamento e/ou vertigem41 foram raramente relatados. Convulsões podem ocorrer em pacientes com função renal14 comprometida ou naqueles recebendo altas doses.


ALTERAÇÕES EM EXAMES LABORATORIAIS: - AMOXICILINA
Com resultados de testes diagnósticos:
Glicose42, urina43:
Altas concentrações de penicilinas, como a amoxicilina, podem produzir resultados falso- positivos ou resultados falsamente elevados com testes de sulfato de cobre (Teste de Benedict, Clinitest ou Fehling); testes enzimáticos para determinação da glicose42 (Clinistix ou Testape) não são afetados.
Teste de antiglobulina direto (Coombs):
Resultados falso- positivos podem ocorrer durante a terapia com qualquer penicilina.

Com valores de testes fisiológicos/laboratoriais:
Alanina aminotransferase (ALT[SGPT]); fosfatase alcalina; aspartato aminotransferase (AST[SGPT]) e lactato desidrogenase sérica (LDH):
Os valores podem estar aumentados.
Contagem de células sangüíneas brancas:
Leucopenia35 ou neutropenia36 estão associadas com o uso de todas as penicilinas; o efeito é mais provável de ocorrer com terapia prolongada e na presença de insuficiência44 da função hepática severa.


POSOLOGIA - AMOXICILINA

Cápsula:

Adultos:
1 cápsula de AMOXICILINA 500 mg de 8 em 8 horas.

A posologia deve ser aumentada, a critério médico, nos casos de infecções graves.
A absorção de AMOXICILINA não é afetada pela alimentação; portanto, a AMOXICILINA pode ser administrada às refeições.


SUPERDOSAGEM: - AMOXICILINA
É improvável que ocorram problemas de superdosagem com AMOXICILINA. Se aparecerem, sintomas6 gastrointestinais tais como náusea3, vômito4 e diarréia5 poderão ser evidentes. Nestes casos, o tratamento deve ser sintomático com atenção ao balanço hidroeletrolítico.
A AMOXICILINA pode ser removida da circulação45 por hemodiálise46.

PACIENTES IDOSOS: - AMOXICILINA

As penicilinas têm sido empregadas em pacientes idosos e nenhum problema específico à geriatria foi documentado até o presente. Entretanto, pacientes idosos são mais susceptíveis a apresentarem insuficiência renal15 relacionada a idade, fato que pode requerer um ajuste na dose para estes pacientes que recebem penicilinas, como a AMOXICILINA.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

AMOXICILINA - Laboratório

MEDLEY
Rua Macedo Costa, 55
Campinas/SP - CEP: 13080-180
Tel: (19 )744-8324
Fax: (019) 744-8227
Site: http://www.medley.com.br/