Frete grátis nos produtos marcados

Desconto adicional de 2% em compras em quantidade

Entregamos em todo o Brasil

Desconto adicional de 2% em compras no boleto bancário

receba nossas ofertas

PARACETAMOL CLORIDRATO DE PSEUDOEFEDRINA 500/30MG COM 24 COMPRIMIDOS
Preço, Indicação, Para que Serve e Composição

PARACETAMOL CLORIDRATO DE PSEUDOEFEDRINA 500/30MG COM 24 COMPRIMIDOS

compartilhe

Saiba pra que serve o produto Paracetamol cloridrato de pseudoefedrina 500/30mg com 24 comprimidos da Ems e todas as suas principais indicações. Leia a bula completa e saiba pra que serve este e como ele funciona nos casos de indicado em adultos para o alívio temporário dos sintomas decorrentes de gripes e resfriados comuns, sinusites (congestão nasal, obstrução nasal, coriza, mal estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, etc) e para a redução da febre.

principal indicação

Indicado em adultos para o alívio temporário dos sintomas decorrentes de gripes e resfriados comuns, sinusites (congestão nasal, obstrução nasal, coriza, mal estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, etc) e para a redução da febre.

Paracetamol cloridrato de pseudoefedrina 500/30mg com 24 comprimidos  -  Ems

de R$ 8,78

por R$ 3,51

ou R$ 3,44 no boleto bancário (2% de desconto)

em 6x R$ 0,59 no cartão de crédito**

  • 1x R$ 3,51
  • 4x** Consulte
  • 2x* R$ 1,83
  • 5x** Consulte
  • 3x* R$ 1,26
  • 6x** Consulte

**Juros da Administradora. Consulte a mesma para saber a taxa de juros aplicada.

*parcelas com acréscimo.

simule os fretes disponíveis para sua região

Paracetamol cloridrato de pseudoefedrina 500/30mg com 24 comprimidos  -  Ems
entregamos em todo Brasil
Medicamento Genérico
"AO PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO"
  • bula



TYLENOL® SINUS

paracetamol

pseudoefedrina cloridrato

Forma Farmacêutica e Apresentações:

Comprimidos Revestidos - embalagens contendo 24 comprimidos.

USO ADULTO

Composição:

Cada comprimido contém 500 mg de paracetamol e 30 mg de cloridrato de

pseudoefedrina.

Excipientes: água purificada, amido, amido pré-gelatinizado, amidoglicolato de sódio,

celulose pó, corante amarelo D&C nº 10 laca alumínio, corante azul FD&C nº 1 laca

alumínio, corante vermelho FD&C nº 40 laca alumínio, dióxido de titânio, estearato de

magnésio, hipromelose, macrogol e polissorbato 80.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

TYLENOL® SINUS é indicado em adultos para o alívio temporário dos sintomas

decorrentes de gripes e resfriados comuns, sinusites (congestão nasal, obstrução

nasal, coriza, mal estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, etc) e para a redução da

febre. O consumo de TYLENOL® SINUS deve ser feito dentro das indicações acima e

por curto período de tempo (3 a 7 dias, no máximo), após o que deve ser

obrigatoriamente buscada ajuda médica.

Mantenha TYLENOL® SINUS à temperatura ambiente (15°C a 30°C), protegido da luz

e da umidade.

Ao adquirir o produto, verifique o prazo de validade na embalagem externa. Não tome

medicamentos vencidos, pode ser perigoso para sua saúde.

Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu

término. Informe seu médico se está amamentando.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a

duração do tratamento e não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu

médico.

Não exceda a dose recomendada. Tomar mais do que a dose recomendada

(superdose) pode não provocar maior alívio e causar sérios problemas de saúde.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como nervosismo,

tontura ou insônia.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

A absorção de TYLENOL® SINUS é mais rápida em condições de jejum. Os alimentos

podem afetar a velocidade da absorção, porém não a quantidade absorvida do

medicamento.

Contra-indicações:

• Em caso de alergia ao paracetamol, ao cloridrato de pseudoefedrina ou a qualquer

outro componente da fórmula, a administração do produto deve ser descontinuada.

• Não use este produto se tiver problemas cardíacos, pressão alta, distúrbios da

tiróide, diabetes ou dificuldades para urinar devida a aumento da próstata, exceto

sob orientação médica.

Advertências e Precauções:

• Não use outro produto que contenha paracetamol.

• Este medicamento contém Açúcar (amido), portanto, deve ser usado com

cautela em portadores de Diabetes.

• Embora TYLENOL® SINUS possa ser utilizado durante a gravidez, o médico deve

ser consultado antes de sua utilização. A administração deve ser feita por períodos

curtos.

• Não utilize para dor por mais de 7 dias ou para febre por mais de 3 dias, exceto sob

orientação médica. Se a dor ou febre persistirem ou piorarem, se surgirem novos

sintomas, ou em caso de aparecimento de vermelhidão ou edema, interrompa o uso

do medicamento e consulte seu médico, pois pode ser um sinal de doença grave.

• Se ocorrer nervosismo, tontura ou insônia, descontinue o uso e consulte seu

médico.

• Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do

início, ou durante o tratamento.

• Se você toma 3 ou mais doses de bebidas alcoólicas todos os dias, consulte seu

médico se você pode tomar TYLENOL® SINUS ou qualquer outro analgésico.

Usuários crônicos de bebidas alcoólicas podem apresentar um risco aumentado de

doenças do fígado caso seja ingerida uma dose maior que a dose recomendada

(superdose) de TYLENOL® SINUS.

• Em caso de superdose acidental, procure imediatamente um médico ou um centro

de intoxicação. O suporte médico imediato é fundamental para adultos e crianças,

mesmo se os sinais e sintomas de intoxicação não estiverem presentes.

• TYLENOL® SINUS não deve ser administrado a pacientes em uso de inibidores da

monoaminooxidase (IMAO), como alguns medicamentos antidepressivos, ou para

distúrbios psiquiátricos e emocionais, ou para doença de Parkinson, ou por 2 (duas)

semanas após o término do uso destes medicamentos. Em caso de dúvida se o

medicamento que está utilizando contém IMAO, consulte seu médico antes de

utilizar este produto.

• TYLENOL® SINUS não deve ser administrado a pacientes em uso de bicarbonato

de sódio, pois pode levar a agitação, hipertensão e taquicardia.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER

PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS

Características:

TYLENOL® SINUS contém um analgésico e antitérmico clinicamente comprovado –

paracetamol e um descongestionante com ação na congestão nasal – cloridrato de

pseudoefedrina. O paracetamol promove analgesia pela elevação do limiar da dor e

antipirese através do centro hipotalâmico que regula a temperatura. O cloridrato de

pseudoefedrina é uma amina simpatomimética que promove a drenagem da cavidade

dos seios da face, reduzindo a congestão da mucosa nasofaríngea.

Indicações:

Em adultos, para o alívio temporário dos sintomas decorrentes de gripes e resfriados

comuns, sinusites (congestão nasal, obstrução nasal, coriza, mal estar, dores pelo

corpo, dor de cabeça, etc) e para a redução da febre.

Contra-indicações:

TYLENOL® SINUS não deve ser administrado a pacientes com hipersensibilidade ao

paracetamol, ao cloridrato de pseudoefedrina ou aos excipientes da formulação.

Não administrar TYLENOL® SINUS a pacientes cardiopatas, hipertensos, com

distúrbios da tiróide, diabéticos, com dificuldades de urinar devida a aumento da

próstata.

Advertências:

Não use outro produto que contenha paracetamol.

Este medicamento contém Açúcar (amido), portanto, deve ser usado com cautela

em portadores de Diabetes.

Precauções:

Embora TYLENOL® SINUS possa ser utilizado durante a gravidez, o médico deve ser

consultado antes da sua utilização. A administração deve ser feita por períodos curtos.

TYLENOL® SINUS não deve ser administrado por mais de 7 dias para dor ou para

febre por mais de 3 dias.

Usuários crônicos de bebidas alcoólicas podem apresentar um risco aumentado de

doenças do fígado caso seja ingerida uma dose maior que a dose recomendada

(superdose) de TYLENOL® SINUS. O paracetamol pode causar dano hepático.

Interações Medicamentosas:

TYLENOL® SINUS não deve ser administrado a pacientes em uso de inibidores da

monoaminooxidase (IMAO), como alguns medicamentos antidepressivos, ou para

distúrbios psiquiátricos e emocionais, ou para doença de Parkinson, ou por 2 (duas)

semanas após o término do uso destes medicamentos.

Pacientes em uso de bicarbonato de sódio podem apresentar diminuição da eliminação

renal da pseudoefedrina aumentando a sua meia-vida e podendo levar a uma

toxicidade de caráter moderado, com agitação, hipertensão, taquicardia.

Reações adversas:

Podem ocorrer algumas reações adversas inesperadas. Caso ocorra uma rara reação

de sensibilidade, o medicamento deve ser descontinuado. Podem ocorrer nervosismo,

tontura ou insônia. Caso ocorram um ou mais desses sintomas, o medicamento dever

ser descontinuado.

Posologia:

ADULTOS E CRIANÇAS DE 12 ANOS OU MAIS:

2 comprimidos a cada 4 – 6 horas. Não exceda 8 comprimidos, em doses fracionadas,

em um período de 24 horas, ou conforme orientação médica.

Não utilize em crianças abaixo de 12 anos.

Superdose:

O paracetamol em altas doses pode causar hepatotoxicidade em alguns pacientes. Em

adultos e adolescentes, pode ocorrer hepatotoxicidade após a ingestão de mais que 7,5

a 10 g em um período de 8 horas ou menos. Fatalidades não são freqüentes (menos

que 3 - 4% de todos os casos não tratados) com superdoses menores que 15 g. Em

caso de suspeita de ingestão de altas doses de TYLENOL® SINUS, procure

imediatamente um centro médico de urgência. As crianças são mais resistentes que os

adultos no que se refere à hepatotoxicidade, uma vez que casos graves são

extremamente raros, possivelmente devido a diferenças na metabolização da droga.

Uma superdose aguda de menos que 150 mg/kg em crianças não foi associada à

hepatotoxicidade. Apesar disto, da mesma forma que para adultos, devem ser tomadas

as medidas corretivas descritas a seguir nos casos de superdose em crianças. Os

sinais e sintomas iniciais que se seguem a uma dose potencialmente hepatotóxica de

paracetamol são: náusea, vômito, sudorese intensa e mal-estar geral. Os sinais clínicos

e laboratoriais de toxicidade hepática podem não estar presentes até 48 a 72 horas

após a ingestão da dose maciça.

Os sintomas de superdose por pseudoefedrina consistem geralmente de ansiedade

leve, taquicardia e/ou hipertensão leve. Os sintomas geralmente aparecem de 4 a 8

horas após a ingestão e são transitórios, não necessitando, em geral, de tratamento.

Tratamento da Superdose:

O estômago deve ser imediatamente esvaziado por lavagem gástrica ou por indução ao

vômito com xarope de ipeca. Tão logo possível, mas não antes que 4 horas após a

ingestão, deve-se providenciar, nos Centros de Controle com metodologia e

aparelhagem apropriadas, a determinação dos níveis plasmáticos de paracetamol. Se

qualquer um dos níveis plasmáticos estiver acima da linha de tratamento mais baixa do

nomograma de superdose do paracetamol, os testes de função hepática devem ser

realizados inicialmente e repetidos a cada 24 horas até completa normalização. A

despeito da dose maciça de paracetamol referida, o antídoto indicado, N-acetilcisteína a

20%, deve ser administrado imediatamente, caso não tenham se passado mais que 24

horas da ingestão. A N-acetilcisteína a 20% deve ser administrada oralmente em uma

dose de ataque de 140 mg/kg, seguida de uma dose de manutenção de 70 mg/kg de 4

em 4 horas, até um total de 17 doses, conforme a evolução do caso. A N-acetilcisteína

a 20% deve ser dada após diluição a 5% em água, suco ou bebida leve, preparada no

momento da administração. Além da administração da N-acetilcisteína a 20%, o

paciente deve ser acompanhado com medidas gerais de suporte, incluindo manutenção

do equilíbrio hidroeletrolítico, correção de hipoglicemia e outras. Após a recuperação do

paciente, não permanecem seqüelas hepáticas anatômicas ou funcionais.

Pacientes idosos:

Até o momento não são conhecidas restrições específicas ao uso de TYLENOL®

SINUS por pacientes idosos.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA