Frete grátis nos produtos marcados

Desconto adicional de 2% em compras em quantidade

Entregamos em todo o Brasil

receba nossas ofertas

TAMIRAM 500 MG CAIXA 7 COMPRIMIDOS
Preço, Indicação, Para que Serve e Composição

ver produtos semelhantes a Tamiram

TAMIRAM

compartilhe

Saiba pra que serve o produto Tamiram 500 mg caixa 7 comprimidos da Eurofarma e todas as suas principais indicações. Leia a bula completa e saiba pra que serve este e como ele funciona nos casos de antibiótico.

Tamiram 500 mg caixa 7 comprimidos -  Eurofarma

de R$ 65,42

por R$ 58,88

em 6x R$ 9,81 no cartão de crédito**

Venda Restrita

Por determinação da Anvisa este medicamento não pode ser comercializado pela internet. Para maiores informações entre em contato com nosso televendas: 11 3978-4007

  • 1x R$ 58,88
  • 4x** Consulte
  • 2x R$ 29,44
  • 5x** Consulte
  • 3x R$ 19,63
  • 6x** Consulte

**Juros da Administradora. Consulte a mesma para saber a taxa de juros aplicada.

simule os fretes disponíveis para sua região

Tamiram 500 mg caixa 7 comprimidos -  Eurofarma
entregamos em todo Brasil
ISTO É UM MEDICAMENTO, NÃO USE SEM PREESCRIÇÃO MÉDICA E ORIENTAÇÃO DO FARMACÊUTICO. AO PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.
  • bula

Laboratório
Eurofarma

Referência
Levofloxacino COMPR

Apresentação de Tamiran
compr. rev. 250 mg. emb. c/ 3 ou 7 compr. rev. compr. rev. 500 mg. emb. c/ 3, 7 ou 10 compr. rev.

Contra-indicações de Tamiran
Tamiram é contra-indicado em casos de hipersensibilidade conhecida ao levofloxacino, a outros agentes antimicrobianos derivados das quinolonas, ou a qualquer componente da formulação. É também contra-indicado em pacientes com história de problemas no tendão relacionadas a administração de quinolonas.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Tamiran
Tamiram é, em geral, bem tolerado. As reações adversas mais comumente observadas foram: diarréia, náusea, vaginite e aumento das enzimas hepáticas. Foram relatadas reações adversas tais como: flatulência, dor abdominal, prurido, exantema, dispepsia, insônia, vertigens, rash, vômitos, anorexia, cefaléia, tontura, aumento da bilirrubina e creatinina sérica, eosinofilia, leucopenia, astenia, supercrescimento de fungos e proliferação de outros microrganismos resistentes. Menos freqüentemente, foram relatadas outras reações adversas comuns aos derivados quinolônicos que, independentemente da relação com a droga, foram consideradas importantes do ponto de vista médico: alterações da coordenação, da função hepática, insuficiência renal aguda, reações de agressividade, artrite, confusão, convulsões, depressão, granulocitopenia, alucinação, mania, pancreatite, paranóia, fotossensibilidade, diarréia com sangue que pode ser indicativa de colite pseudomembranosa, distúrbios do sono, tendinite, neutropenia, trombocitopenia, eritema multiforme, falência de orgãos, urticária, broncoespasmo, taquicardia, hipotensão, dispnéia, parestesia, tremor, ansiedade, agitação, artralgia e mialgia. Foram ainda relatadas muito raramente reações tais como angioedema, hipotensão, choque anafilático, hipoglicemia, ruptura de tendão, agranulocitose, pneumonia alérgica e febre. Casos isolados de erupções bolhosas, hipoestesia, distúrbios visuais e auditivos, distúrbios do paladar e olfato, alucinações, rabdomiólise, anemia hemolítica e pancitopenia.

Tamiran - Posologia
Os comprimidos de TAMIRAM podem ser administrados 1 ou 2 vezes ao dia. A dose depende do tipo e severidade da infecção e da sensibilidade do patógeno. A duração do tratamento varia de acordo com o resultado clínico, com o período máximo de duração de 14 dias. Assim como para outros antibióticos, o tratamento com TAMIRAM deve ser continuado por um período mínimo de 48 a 72 horas após a febre ceder e quando há evidência de erradicação do patógeno. Pode-se modificar o tratamento, de intravenoso inicial para tratamento por via oral após alguns dias, de acordo com as condições do paciente. Dada a bioequivalência entre a dose oral e a parenteral, a mesma dose pode ser utilizada. As tabelas a seguir trazem orientações sobre as doses e a duração do tratamento, de acordo com o tipo de infecção e de acordo com a função renal. Infecção Dose Unitária Freqüência Duração Exacerbação de bronquite crônica 250 a 500 mg Cada 24 horas 5-7 dias Pneumonia 500 mg Cada 12 ou 24 horas 7-14 dias Sinusite 500 mg Cada 24 horas 10-14 dias Infecção da pele e tecido subcutâneo 250 a 500 mg Cada 12 ou 24 horas 7-10 dias Infecções do trato urinário e pielonefrite aguda 250 mg Cada 24 horas 10 dias Osteomielite 500 mg Cada 24 horas 6-12 semanas Pacientes com insuficiência renal (clearance de creatinina - CLcr £ 50 mL/min). Infecção respiratória aguda / Infecção da pele e tecido subcutâneo / Osteomielite Clearance de creatinina Dose inicial Doses subseqüentes CLcr de 20 a 49 mL/min 500 mg 250 mg cada 24 horas CLcr de 10 a 19 mL/min 500 mg 250 mg cada 48 horas Hemodiálise 500 mg 250 mg cada 48 horas CADP* 500 mg 250 mg cada 48 horas Infecção do trato urinário / pielonefrite aguda Clearance de creatinina Dose inicial Doses subseqüentes CLcr ³ 20 mL/min. Não é necessário ajuste de dose Não é necessário ajuste de dose CLcr de 10 a 19 mL/min. 250 mg 250 mg cada 48 horas * CAPD = diálise peritonial ambulatorial crônica